Clique aqui para informações e assistência técnica.
Clique aqui e conheça o líder mundial.








Saiba o que isso significa para você.

Quais são os tipos de alergias?
5. Alergia ao Látex

Látex é a seiva extraída da seringueira (Hevea Brasiliensis) que é processada associada a outros aditivos, em produtos como luvas, balões de festas e camisinhas.

A alergia ao látex está aumentando, principalmente entre os profissionais da saúde. Uma das razões desse incremento é o aumento do uso de luvas de látex nos hospitais e de camisinhas para proteção contra as doenças
sexualmente transmissíveis.

Eu sou alérgico ao látex?

Quando e onde eu fico exposto e como eu evito o contato?

Como tratar a alergia ao látex?

 

Eu sou alérgico ao látex?

Existem três tipos de reações ao látex:

  • Alergia sistêmica. É a reação alérgica causada pela inalação ou contato com as proteínas do látex. Os sintomas podem variar desde irritação ocular, rinite ou eczema até o choque anafilático.
  • Eczema de contato alérgico (dermatite de contato). Reações alérgicas nas mãos ou qualquer outra parte do corpo após contato com produtos que contêm látex. Essas reações normalmente são causadas pelas substâncias adicionadas aos produtos e não ao látex (artigos de borracha). Os sintomas são coceira, inchaço e eczema na pele afetada.
  • Dermatite irritativa. É uma reação não alérgica nas mãos ou em qualquer parte do corpo, é muito parecida com a dermatite de contato, porém não é alergia. É causada também pelos aditivos da borracha.

Se você tem qualquer reação acima descrita após o contato com produtos de borracha ou outros que contêm látex, consulte seu médico para que faça os testes de diagnóstico de alergia ao látex ou a outros alérgenos. Os testes podem ser o Prick Test, nos casos de reações sistêmicas ou o Teste de Contato, nos casos de dermatite de contato.

Existem duas categorias principais de pessoas com risco de desenvolver alergia ao látex:

  • Pessoas que são repetidamente expostas ao látex no trabalho (por ex: enfermeiras, dentistas, faxineiros, cozinheiros e profissionais de indústrias da borracha).
  • Pessoas que possuem alergias pré-existentes têm maior risco de desenvolver alergia ao látex.

retornar ao tôpo

Quando e onde eu fico exposto e como eu evito o contato?

Evitar o contato com látex pode ser difícil, já que os produtos que o possuem são utilizados diariamente. Látex é um produto natural e frutas e outras plantas que possuem seiva, além da seringueira, tem proteínas similares. Por estas razões, pessoas que são alérgicas ao látex também podem apresentar sintomas quando ingerem banana, abacate, kiwi, peras e tomates. É a chamada de reação cruzada.

No trabalho e em casa o látex é encontrado em: utensílios de cozinha feitos de borracha, luvas, brinquedos, bico de mamdeira, chupeta, balões de festa, camisinha, bandas elásticas, borracha escolar, pneus e outros produtos derivados da borracha ou do látex.

A planta Ficos (Ficus benjamina) contém proteínas de reação cruzada com o látex.

Nos estabelecimentos de saúde (clínicas e hospitais) o látex é muito comum nas luvas e vários utensílios descartáveis.

Os calçados e roupas feitos de borracha (solado) contêm látex. Ex.: galochas, botas de borracha, tênis, capas de chuva, etc.

Alimentos que contêm proteínas de reação cruzada ao látex: kiwi, maracujá, mamão, banana, figo, pêssego, pera, nectarina, cereja, ameixa, tomate, aipo, nozes e outros.

Também deve-se ter cuidado nos restaurantes, pois o manuseio dos alimentos com luvas de látex pode passar as proteínas do látex para os alimentos.

As luvas de látex são mais baratas do que as luvas látex-free (sintéticas), portanto são amplamente utilizadas. Profissionais da saúde com alergia ao látex devem utilizar apenas luvas látex-free. Seus companheiros de trabalho não devem utilizar as luvas de látex com talco, pois podem contaminar o ar com partículas de látex. O conteúdo de alérgenos do látex nas luvas variam na proporção de 500 vezes, dependendo da marca. Mesmo luvas ditas hipoalergênicas podem conter látex. Desde que não se pôde determinar um nível de segurança, estes produtos não devem ser utilizados por pessoas alérgicas ao látex.

Informe sempre ao hospital e ao dentista se você for alérgico ao látex.

retornar ao tôpo

Como tratar a alergia ao látex?

O tratamento da alergia sistêmica ao látex normalmente não é possível, mas o diagnóstico é recomendável de tal forma que possa determinar o conhecimento da alergia e as precauções para evitar o contato com o látex. Diagnóstico e tratamento das dermatites de contato causadas pelos aditivos da borracha, pode ser possível e recomendado.

retornar ao tôpo

Tipos de Alergias